Author: Fatima Silva
•12:46

Ontem a noite quando nos preparavamos para dormir, a Mariana(minha filha mais velha)resolveu inventar uma historia diferente com personagens de contos já conhecidos,história essa que gostaria de partilhar convosco e que se intitula:

Capuchinho Vermelho e os Três Porquinhos

Era uma vez uma menina chamada Capuchinho Vermelho, que ia a passear pela floresta em busca de umas amoras para levar a sua avozinha que se encontrava muito doentinha na sua cama.
Enquanto colhia as amoras,apareceu pelo caminho o Lobo Mau, que educadamente a comprimentou e lhe perguntou o que procurava, ao que ela respondeu:
-Estou a colher umas amoras,para levar a minha avozinha, que está muito doente na cama.
Assim sendo o Lobo Mau,teve uma ideia, que deu em seguida a Capuchinho Vermelho.
-Eu aconselho-te a seguires pelo caminho da direita, onde encontrarás imensas amoras.
Ao que a Capuchinho respondeu:
-Obrigada Sr. Lobo, vou concerteza seguir o que conselho.
Muito bom dia e até uma dia destes.
O Lobo disse-lhe:
-Nao tens de quê, desejo-te uma boa colheita.
Lá foi entao a nossa Capuchinho pela floresta fora a cantarolar,como o seu cestinho debaixo do braço,já com algumas amoras.
Uns instantes mais a frente, qual não foi a surpresa da Capuchinho quando viu,um enorme silvado,cheio de doces amoras.Toda contente,resolveu encher a sua cesta e seguir para a casa da avozinha.
Já estava perto da casa da avozinha,quando de repente encontrou uma casinha muito engraçada.A sua curiosidade não deixou que continuasse a sua viagem,sem antes verificar quem morava naquela casinha.
Com muito cuidado,pé ante pé,aproximou-se da porta e espreitou para dentro da casinha,onde viu 3 porquinhos.Por minutos ficou a pensar se haveria ou não de bater a porta,mas como tinha tantas amoras,achou que seriam suficientes para a avozinha e poderia compartilhar algumas com os porquinhos.
Assim foi, bateu a porta, e logo veio de seguida o Heitor,que era o irmão mais responsável e trabalhador de todos, e perguntou quem era, ao que a capuchinho respondeu:
-Sou a Capuchinho Vermelho e estou de caminho a casa da minha avozinha,que está doente,levo comigo um cesto de amoras,como tenho muitas,gostaria de dar-vos algumas.
Apesar de ficar um pouco desconfiado,ele achou que podia abrir a porta,porque pela voz da Capuchinho pareceu-lhe ser de confiança,e disse:
-Espera um momento que vou buscar a chave e abro-te a porta.
Ao entrar a capuchinho ficou encantada com a casinha dos três porquinhos,era muito harmoniosa, e logo a fez sentir como se estivesse na sua própria casa,sentando-se junto com eles, que lhe prepararam um chá.
Foi quando o Prático(irmão do meio),lhe perguntou:
-Como foi que conseguiste colher tantas amoras?
Ao que ela respondeu:
-Foi o Sr. lobo que me aconselhou a seguir por este caminho e a verdade é que fiz umas boa colheita,que gostaria de partilhar convosco.
Entretanto o Cícero(último dos três),deu uma ideia:
-E se fizéssemos um bolo com as amoras para que pudesses levar a tua avozinha,acho que ela iria adorar.
A capuchinho respondeu:
-Que óptima ideia,se vocês me pudessem ajudar seria maravilhoso.
Logo se reuniram todos,cada um com a sua tarefa, e em menos tempo do que se previa já se sentia no ar o cheiro de uma delicioso bolo de amora.
A capuchinho ficou deliciada com os novos amigos que tinha encontrado,e tudo graças ao sr lobo, a avozinha iria seguramente ficar bem melhor depois de comer aquele bolo delicioso.
Agradeceu aos três a grande ajuda que lhe deram, e prometeu que voltaria a visita-los, que iriam colher novos frutos silvestres para que pudessem fazer novos bolos e os levaria um dia a visitar a sua avozinha.Seguindo depois o seu trajecto em direção a casa da avozinha.
Ao chegar a avozinha estava muito aconchegadinha na sua cama,assim que ouviu a sua netinha a chegar,os seus olhos encheram-se de alegria,e com uma voz muito baixinha disse:
-Que bom que chegaste,estava preocupada,porque tardas-te tanto?
A capuchinho respondeu:
-Vou-te contar toda a historia,mas antes vou preparar-te um chá e dar-te uma fatia deste bolo que trago aqui,acabado de fazer.
Assim foi,depois de dar um chá e uma bela fatia de bolo a avozinha, a capuchinho sentou-se a seu lado e contou-lhe toda a sua aventura,desde que saíra de casa até que chegara a casa da a avozinha.
Vitória,Vitória, Acabou-se a Nossa História


P.S.- A ideia inicial da história foi da Mariana,mas a verdade é que eu é que desenvolvi o conto ;).