Author: Fatima Silva
•11:00


Porque desesperar?
Porque chorar?
Porque perder a esperança?
Porque jamais acreditar?
Temos uma passagem curta demais para tantas duvidas e receios...a vida é feita de momentos e há que vive-los ao rubro,sem desperdiçar cada segundo.
No meio de tanta angustia e incerteza jamais conseguiremos andar em frente, ficaremos presos a um medo que nao tem porque existir.
|
This entry was posted on 11:00 and is filed under . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

8 comentários:

On 26 de dezembro de 2008 às 05:21 , Olhos de mel disse...

Poxa minha amiga, infelizmente vivemos nesse mar de dúvidas, numa angústia sem fim. As pessoas já não sabem mais amar e isso é triste.
Bom fim de semana! Beijos

 
On 28 de dezembro de 2008 às 19:24 , Gata Verde disse...

Vim deixar o meu desejo de um excelente ano 2009.
Beijinhos

 
On 30 de dezembro de 2008 às 13:13 , Entre "aspas" disse...

Que o Novo Ano que se avizinha te proporcione tudo o que sempre desejaste e que todos os teus desejos se concretizem.

Bjs Zita

 
On 30 de dezembro de 2008 às 14:01 , Olhos de mel disse...

Querida amiga!
FELIZ ANO NOVO!
Que ele seja de luz em seus caminhos,
que a paz seja cada vez mais possível
e o amor e justiça renasçam nos corações
da humanidade!
Obrigada pela nossa caminhada, por me
permitir fazer parte de seus amigos.
Beijos

 
On 30 de dezembro de 2008 às 15:31 , Thiago disse...

olá...porque não passas pelo meu eu? ;-)

 
On 30 de dezembro de 2008 às 20:35 , Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Fatinha

Adorei este teu blogue - que vou seguir tão atentamente quanto me for possível. E adorei também a tua visita e o teu comentário. Obrigadíssimérrimo!!!!

Escolho este teu blogue, porque não tenho tempo de seguir os outros. Tens muitos...

Vives na Irlanda? Gosto da terra e das gentes. Mas no que toca à Guiness - prefiro a nossa binhaça... Já o whisky irlandês, para mim é o melhor do Mundo. Porém, de todos, ponho em primeiríssimo lugar um da Irlanda do Norte ocupada - o Bushmills. Sem PUB... LICIDADE, mas no dito local...) O País é lindo, as pessoas gentis e tenho uns quantos Amigos irlandeses.

Um deles é um Senhor que foi Ministro das Finanças, Ruairy Quin (creio que está correcta a forma de grafar, mas...).

Um antigo diplomata aqui na embaixada irlandesa em Lisboa, também é um bom compincha. Depois te digo o nome - se estiveres interessada.

Recordo-te: manda-me sff o teu imeile para podermos trocar correspondência. Tá?

Qjs

NB - 1) E vai seguindo o A Minha Travessa etc.com... Eu faço o mesmo com este teu...

2) E, já agora, compra o meu primeiro livro de ficção «Morte na Picada» lançado em 15 de Abril na fnac do Colombo.´São contos da guerra colonial de Angola (1966/68) em que infelizmente participei como oficial miliciano. Dizem que não é mau de todo...

3) Desculpa a quilometragem deste pseudo comentário. Longa e chata como a espada do Afonso Henriques.

 
On 3 de janeiro de 2009 às 22:42 , O Profeta disse...

A humildade da água
Uma folha solta no vento
Cai sobre o mundo um manto de fino orvalho
Cada gota aprisiona um pensamento


Que o ano de 2009 seja a chegada aos teus mais
verdadeiros sonhos, que a tua alma encontre as mil cores
do feliz pensamento…


Que os nossos caminhos se juntem no espaço intermédio
entre a ternura e o tempo da viajem.



Mágico beijo

 
On 4 de janeiro de 2009 às 17:19 , manzas disse...

“Reencarnação”

Foi em tempos… há muito tempo
Um tempo longínquo que já não sei…
Recordadas no momento de um pensamento
Pergaminhos da memória que furtei

http://pensamanzas.blogspot.com/

Uma boa semana com um abraço amigo…